segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

O Jeep Esportivo


Encontrei uma matéria na revista Quatro Rodas de Outubro de 1980 que retratava a possibilidade da Ford lançar um Jeep "esportivo", já que naqueles anos as vendas do Jeep caiam consideravelmente e os bug's em geral eram uma nova sensação no mercado brasileiro.

Abaixo, a reportagem na íntegra sobre esse modelo de Jeep esportivo, que desconheço a sua venda no mercado.

"O Jeep Ford reestilizado com algumas características esportivas  é o mesmo herdado da Willys, que de ano para ano sofre alterações insignificantes.

As mudanças atuais, que o aproximam dos bugs esportivos, comuns em cidades litorâneas, são as mais importantes que esse veículo já sofreu: há uma faixa colorida, pintada nas laterais, na altura dos pára-lamas. São novas as lanternas traseiras, retangulares, dispostas de forma vertical.

O volante é esportivo, pequeno, com aros largos de metal, iguais ao do Corcel GT. O estepe está fixado na parte externa da traseira (no outro modelo ele é fixo, mas no pára-lama traseiro direito).

As lanternas dianteiras, sobre os pára-lamas, são redondas, e outras modificações, que o deixam mais esportivo,  são os alargadores de pára-lamas, rodas com novo desenho, em estilo norte-americano, e pneus radiais longos. Nos modelos de série o revestimento dos bancos ( em preto no Jeep fotografado) pode ser de tecidos coloridos mais alegres.

O motor do modelo 81 é o mesmo, de 2300 cm³ de cilindrada, quatro cilindros em linha, com diâmetro de 96,04 mm e curso de 79,40 mm. A taxa de compressão é de 7,8:1, e a potência máxima é de 91CV a 5000 rpm. O torque máximo é de 17 mkgf a 3000rpm. A caixa de transmissão é múltipla (4X4), e a relação das engrenagens, a seguinte: 1.ª marcha, 3,57:1; 2.ª, 2,38:1; 3ª, 1,53:1, 4.ª, 1,00:1; marcha à ré, 4,23:1. O reservatório de gasolina tem capacidade para 66 litros. "